Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Ilharco

Felicidade Social

A boa disposição, mesmo de desconhecidos, pode afetar-nos.

Fernando Ilharco 10 de Junho de 2017 às 00:30
O bem-estar é em parte um fenómeno coletivo, mostra uma investigação da Harvard Medical School, que seguiu cinco mil pessoas ao longo de 20 anos. Descobriu-se que, quando uma pessoa se sente feliz, num raio de 2 quilómetros um amigo tem uma probabilidade de 25% de ficar mais feliz; entre irmãos, na mesma situação, a probabilidade é de 14%; mas quem parece beneficiar mais é o vizinho do lado, com uma probabilidade de 34%; e um amigo de um amigo de quem se sinta feliz regista uma probabilidade de 10%.

Quanto mais perto, maior o impacto. O vizinho do lado acusa o efeito, mas não o do prédio em frente. Os efeitos sentem-se ao longo de um ano. Como é que isto acontece? Suspeita-se que possa haver algum tipo de contágio emocional, simbólico ou comportamental.
Harvard Medical School felicidade
Ver comentários