Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Ilharco

Três segundos

Quanto tempo dura o momento, o que sentimos como agora?

Fernando Ilharco 9 de Dezembro de 2017 às 00:30
Quanto tempo dura o agora? Investigadores das universidades de Cardiff, no País de Gales, e de Ludwig-Maximillian, na Alemanha, chegaram à conclusão que o agora são três segundos. As ações que demoram mais tempo deixam de ser sentidas como momentâneas.

Chegaram a esta conclusão através da realização de uma série complexa de testes de som que mostrou existirem duas maneiras distintas do cérebro processar eventos: os eventos momentâneos - o agora -, que duram 3 segundos; e os outros, mais longos, que têm princípio, meio e fim.

Muitos comportamentos humanos podem ser desmontados em módulos de três segundos. E muitas atitudes momentâneas, como abraçar ou dar um passou- -bem, costumam durar até três segundos. Mais tempo do que isso, cuidado, é um passou-bem ou um abraço que pode incomodar o outro…
Cardiff País de Gales Ludwig-Maximillian Alemanha economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)