Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Sobral

A guerra dos tronos será renhida

Todos têm feras ao seu dispor, mas também tigres de papel.

Fernando Sobral 5 de Agosto de 2017 às 00:30
O romantismo não vence jogos e, muito menos, conquista campeonatos. Por isso, o mítico treinador brasileiro João Saldanha prometeu montar um ‘time de feras’ para o Mundial de 1970. Tinha Pelé, Tostão e Gerson. Não tendo craques assim, os três grandes e eternos candidatos ao título português tentam criar a sua própria ‘equipa de feras’.

Qualquer um deles pode ganhar o título. E todos, Benfica, Sporting e FC Porto, estão sujeitos a uma pressão diabólica. O Benfica quer conquistar o penta pela primeira vez. O FC Porto precisa de recuperar a energia vencedora que desapareceu depois de décadas de hegemonia no futebol nacional. E o Sporting, há muito no deserto das vitórias, sente que esta é quase a última oportunidade para provar que a linha definida por Bruno de Carvalho é a vencedora. Como só um pode ganhar, a guerra dos tronos vai ser renhida.

Todos têm ‘feras’ ao seu dispor. Mas também tigres de papel. O Benfica, poderoso no ataque, tem uma defesa muito vulnerável. O FC Porto, acorrentado pelas regras do fair-play, tem uma equipa guerreira à imagem de Sérgio Conceição, mas se Danilo ou Marcano saírem tudo pode tremer. O Sporting é o espelho de Jorge Jesus: muitas e caras contratações, embora haja dúvidas sobre jogadores como Mathieu ou Piccini. A eliminatória da Liga dos Campeões pode ser o último cartucho de Jesus e definir a época. Ver-se-á quem subirá ao trono depois da guerra. O título será de um destes três.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)