Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Helena Garrido

Um novo euro

Neste verão poderá nascer um novo euro.

Helena Garrido 19 de Junho de 2015 às 00:30
Neste momento falta apenas o reconhecimento político formal de que a troika e a Grécia não chegaram a acordo, para se dizer que a Grécia não vai pagar ao FMI. Saberemos no fim do mês se o Estado grego tem dinheiro para pagar aos funcionários públicos e aos pensionistas.

Os tratados não prevêem a saída de um país do euro mas não podem evitar que os euros saiam todos de um país. É isso que está a acontecer à Grécia. Os bancos gregos estão a ser alimentados com dinheiro do BCE que acaba por regressar aos países mais sólidos da moeda única. Assiste-se a uma fuga acelerada de euros da Grécia.

O mais tardar no fim do mês, o drama grego será clarificado. O que é preciso agora é proteger a União Monetária de um eventual abalo financeiro. A moeda única tem de usar esta oportunidade para se tornar ainda mais forte.

O Estado português tem, como disse a ministra das Finanças, "os cofres cheios". O que nos protege de um eventual abalo financeiro. Mas é preciso pensar também nas empresas.
troika Grécia FMI BCE União Monetária euro
Ver comentários