Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Joana Amaral Dias

Belos adormecidos

O problema é que nove alminhas reduzem-se a atacar Marcelo.

Joana Amaral Dias 9 de Janeiro de 2016 às 00:30
Você tem vivido estas presidenciais com profundo enfado e desinteresse? Não se admire nem se envergonhe. Não está sozinho. Quase todos os portugueses sentem o mesmo. A corrida tem sido tão fastidiosa que é complicado ter o mínimo de entusiasmo. Já se multiplicam acusações e explicações para o marasmo: há quem diga que a culpa é do formato dos debates televisivos, alguns alegam o desprestígio que Cavaco imprimiu ao cargo, certos invocam o desgaste provocado pelo pós-legislativas. É isso junto e somado, mais o persistente desinteresse que os cidadãos têm pela política, melhor traduzido pela abstenção.

Enfim, a culpa é do mordomo. Na verdade, tudo isso seria amendoins se os candidatos tivessem um projeto presidencial, um rasgo, um destino.
O maior problema é que 9 alminhas reduzem-se a atacar Marcelo Rebelo de Sousa e este, por sua vez, limita-se ao discurso de Miss Universo. Diz o mito que os deuses criaram os homens para combater o tédio, que somos todos filhos do enfado divino. Pois é pena que nós, pequenos deuses deste nosso mundo, não tenhamos criado um candidato presidencial que nos permita manter os olhos abertos. Que sono. Boa noite.

pensaalto@gmail.com
Joana Amaral Dias opinião