Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

É obra!

O programa económico do PS merecia o Nobel da Economia.

João Pereira Coutinho 25 de Setembro de 2015 às 00:30
Daqui a nada, teremos Nobel da Economia. Mas toda a gente sabe que os principais candidatos à medalha são os especialistas que fizeram o programa do PS. Só um grupo de génios seria capaz de elaborar um documento cujas contas são completamente imunes à realidade.

O défice de 2014, por exemplo, ilustra o que digo. A capitalização do Novo Banco atirou com a cifra para uns escandalosos 7,2%? Costa, que está compreensivelmente horrorizado, garante ao país que o horror não altera o seu programa. Como explicar esta espantosa mistura de choque e serenidade? Uma hipótese seria dizer, como Bruxelas já disse, que o valor é meramente contabilístico, sem necessidade de medidas adicionais.

Eu, honestamente, inclino-me para uma segunda: o programa do PS é tão sério nos seus pressupostos que ele estica ou encolhe – e milagrosamente continua a ser pau para toda a obra. Se me permitem a redundância, é obra!
Nobel da Economia PS défice Novo Banco Bruxelas campanha eleitoral eleições legislativas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)