Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas

Joaquim Tapada

Corrida muito animada com Pablo Hermoso em bom plano

Na noite de 17 de Maio realizou-se na primeira praça do país a "Corrida VIDAS" que já integra o calendário taurino nacional.

Joaquim Tapada 18 de Maio de 2018 às 19:31

Na noite de 17 de Maio realizou-se na primeira praça do país a "Corrida VIDAS" que já integra o calendário taurino nacional e, mais uma vez, constituiu um importante evento tauromáquico que encheu o Campo Pequeno, onde os aficionados puderam assistir a um excelente espectáculo com boas actuações dos cavaleiros e dos forcados que tiveram como oponentes um curro de toiros que não facilitou algumas lides.

Sob a direcção de Tiago Tavares, assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva, fizeram as cortesias o cavaleiro António Telles, o rojoneador Pablo Hermoso de Mendoza e o cavaleiro João Moura Caetano, os grupos de forcados de Lisboa, com o cabo Pedro Maria Gomes e de Coruche, com o cabo José Tomás, sendo os 6 toiros da ganadaria Ribeiro Telles. A anteceder as cortesias foi guardado um minuto de silêncio em memória do antigo matador Amadeu dos Anjos, falecido no inicio do mês.

O 1º. toiro foi lidado por António Ribeiro Telles que não esteve no plano a que nos habituou. Deixou três ou quatro ferros com nota positiva e pouco mais. A pega foi efectuada ao primeiro intento por Martim Lopes, do grupo de Lisboa. Lidou o 2º. da noite o rojoneador espanhol Pablo Hermoso que rubricou uma grande actuação, preparando e deixando bons ferros e rematando as sortes com ladeios de classe. A pega foi consumada com facilidade por Miguel Lopes, do grupo de Coruche. João Moura Caetano lidou muito bem o 3º. da noite. Ferros compridos bem colocados com cites de praça a praça. Cravou alguns curtos de nota alta.

O forcado de Lisboa, Duarte Mira fechou-se com técnica à primeira tentativa. O 4º. da ordem coube a António Telles que, sem atingir o patamar habitual, esteve muito bem. A pega esteve a cargo de João Ferreira Prates que executou uma grande e rija pega. O 5º. da noite foi lidado por Pablo Hermoso que voltou a entusiasmar as bancadas, em especial com as evoluções das suas montadas. João Varanda, do grupo de Lisboa, executou ao 2º. intento uma pega regular.

Fechou a corrida o cavaleiro João Moura Caetano que lidou bem um toiro muito grande - 651 quilos - tardo nas arrancadas poderosas que mereciam a melhor atenção. Ferros bem colocados e as sortes sempre rematadas. Os rapazes de Coruche tiveram dificuldades em pegar o toiro. Miguel Raposo, depois de falhar a pega, foi dobrado por António Tomás que, ao fim de três tentativas conseguiu fechar-se numa pega a sesgo e carregada.

Recolheram à enfermaria quatro forcados. Tiago Tavares não autorizou a volta ao cavaleiro João Moura Caetano no seu primeiro toiro em que esteve bem e com alguns ferros excelentes. Não se chegou a compreender essa decisão. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)