Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8

Joaquim Tapada

Matador JUAN DEL ÁLAMO uma faena brilhante

O cartel do Campo Pequeno tinha bastos motivos de interesse.

Joaquim Tapada 7 de Julho de 2017 às 17:34
O cartel do Campo Pequeno tinha bastos motivos de interesse. A presença de dois bons matadores espanhóis David Fandilla "El Fandi" que em cada corrida obtém enorme sucesso, sobretudo pela sua forma entusiasmante de bandarilhar e Juan del Álamo, um jovem e valoroso matador de toiros que se encontra em bom momento e que bordou duas faenas extraordinárias na Monumental de Madrid, numa corrida da Feira de San Isidro premiadas com a saída a ombros pela Porta Grande. 

A cavalo apresentava-se como profissional Parreirita Cigano que alcançou um grande êxito na corrida da sua alternativa no passado dia 29 de Junho e foi premiado para integrar o cartaz desta corrida, tal como Jacobo Botero, um rojoneador  "feito" em Portugal e que, dado o seu êxito na mesma corrida, foi convidado a integrar também este cartaz que era completado pelos forcados do Aposento da Moita, com o cabo José Maria Bettencourt, sendo os toiros da ganadaria  de Falé Filipe. 

Um excelente cartaz que justificava mais público nas bancadas. Sob a direcção de Tiago Tavares, assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva, abriu a corrida o rojoneador Jacobo Botero que não teve uma actuação igual à da noite de 29 de Junho. Lidou com alguma precipitação e nem sempre escolheu os melhores terrenos perante um toiro dificil. 

Deixou alguns ferros de boa nota mas, no computo geral teve uma actuação sem realce. Parreirita Cigano esteve melhor do que o seu companheiro mas também não repetiu a brilhante actuação da noite da alternativa. Regular com os ferros compridos, sofreu forte toque na montada num curto, fechando a lide com bons ferros mais de acordo com as suas excelentes capacidades. As pegas foram executadas por Ruben Serafim e por Leonardo Matias, ambos à terceira tentativa. 

A lide a pé começou no 3º. da noite com El Fandi. Depois de receber o toiro com larga afarolada de joelhos, prosseguiu com verónicas e tafalleras; esteve ao seu nível com as bandarilhas, com destaque para um par de imensa categoria. Esforçou-se com a muleta, porém o toiro não colaborou e El Fandi deu por terminada a faena. No seu segundo, 5º. da noite, toiro muito dificil, o matador espanhol voltou a empenhar-se, no entanto, depois de abreviar os lances de capote, executa um tércio de bandarilhas com a sua marca e inicia a faena de muleta que não resultou porque o toiro não permitiu luzimento. O público compreendeu o esforço de El Fandi e premiou-o com volta a arena em cada toiro. 

O 4º. toiro coube a Juan del Álamo que executou boas verónicas, rematadas com uma meia-verónica de muito estilo. Um tércio de bandarilhas sem brilho pelos seus bandarilheiros, Juan del Álamo iniciou a faena com derechazos rematados por passes de peito, com duas tandas de naturais e remata com molinetes de joelhos. Faena correcta mas sem o entusiasmo que se previa devido à pouca colaboração do toiro. 

Até que sai o 6º. e último toiro. Um bravo e bonito exemplar que proporcionou ao matador de Salamanca uma faena enorme. Esteve bem com o capote rematando as verónicas com uma meia-verónica e uma revolera muito aplaudida. N

as bandarilhas sobressaiu um par de Jarocho e Juan del Álamo na muleta bordou uma faena extraordinária perante o melhor toiro da noite. Derechazos lentos, passes de peito, tandas de naturais rematadas com passes de peito, séries de passes pela direita e cambiados que justificaram as duas voltas a arena. Um excelente matador de toiros que se apresenta muito confiante. Grande actuação !  
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)