Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Jorge de Sá

Novo astro na política

Todos os líderes desceram neste mês... todos menos Catarina Martins.

Jorge de Sá 8 de Fevereiro de 2016 às 00:30
Lembremo-nos que entre os astros alguns são-nos simpáticos, como o asteroide de Saint-Exupéry, mas a sua pequenez pode torná-los irrelevantes. Há também os cometas, que muito brilham mas logo desaparecem. E os planetas, quiçá importantíssimos, mas sem luz própria e, por vezes satélites, até chegarmos às estrelas que cintilam. No meio disto… buracos negros que acumulam energia sem fim.

A metáfora aplica-se à política portuguesa, porque há um novo astro no céu e que integra uma constelação relativamente jovem e renovada. Chama-se CM, como Catarina Martins, e desde há um ano que sobe, praticamente mês após mês, na opinião pública. Tinha 8 valores em janeiro de 2015, subiu para os 10 valores em maio, 11 em setembro, 12 em janeiro, para chegar aos 13 valores este mês.

Aliás, quase todos os líderes dos principais partidos desceram na apreciação dos eleitores neste mês… todos menos Catarina Martins. E, quanto aos partidos, o PSD mantém-se em primeiro, o PS ora se aproxima ou se afasta um pouco, mas não o ultrapassa, porque o BE se mantém em alta, o que, a manter-se assim para além das eleições, contraria a ideia de que o BE era como um suflê, que logo que sai do forno, achata. Pois é, o PS (e o PCP) que se cuidem!
Saint-Exupéry Catarina Martins PSD PS BE PCP
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)