Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Diogo Quintela

Deixai vir a mim as crianças

Quando Jesus diz 'deixai vir a mim as crianças', o objectivo não é raptá-las e levá-las para outro continente.

José Diogo Quintela 20 de Dezembro de 2017 às 00:31
Este caso das crianças portuguesas adoptadas ilegalmente por bispos da Igreja Universal do Reino de Deus revela que a IURD padece do mesmo problema de tantas igrejas fundamentalistas: o exagero na interpretação literal da Bíblia.

Quando Jesus diz 'deixai vir a mim as crianças', o objectivo não é raptá-las e levá-las para outro continente. Além da literalidade, há também uma tresleitura dos versículos de Mateus.

O que está escrito é 'não as impeçais de vir até mim pois delas é o Reino dos céus', e não '(…) pois elas são do Reino de Deus'.

Mesmo com a palermice do Acordo Ortográfico, duvido que no Brasil se leia assim.
Ver comentários