Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Manuel Silva

Sem férias

Qualquer diretor de serviço de urgência sem perfil deve ser demitido.

José Manuel Silva 15 de Dezembro de 2016 às 00:30
Por causa do Serviço de Urgência (SU), muitos médicos foram ilegalmente proibidos de gozar férias em dezembro. Perguntas lógicas: O que leva a que algo programado e aprovado há meses, com voos marcados, seja rejeitado a duas semanas de acontecer, sem qualquer respeito pelas pessoas?

Os calendários civil e/ou religioso mudaram? Não. A época de Inverno mudou? Talvez sim, mas no sentido da ausência de frio. Há alguma epidemia anormal de gripe? Não. Houve uma debandada de médicos que fazem SU? Não. É só incompetência? Atitudes como esta só estimulam duas coisas: a vontade de sair relativamente a quem está; e a escolha de outros Hospitais pelos médicos Internos que poderiam vir. E aí, nem ‘medidas salomónicas’ funcionarão... Pelos vistos, os responsáveis não percebem que o SNS tem sido suportado apenas pela boa vontade dos profissionais (que ninguém duvide!).

Antagonizar sistematicamente a base da pirâmide é uma péssima estratégia. Custa muito que as soluções não passem pelo diálogo e pelo consenso (e, já agora, pelo bom senso). Informei pessoalmente o Conselho de Administração. Irá alguma coisa acontecer? Obviamente, qualquer Diretor de SU sem perfil deve ser demitido...
Serviço de Urgência SU Hospitais SNS Conselho de Administração Diretor de SU política saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)