Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

José Rodrigues

O ‘apagão’ da verdade

Não podemos aceitar que o ‘apagão’ atinja também a verdade.

José Rodrigues 6 de Março de 2017 às 00:30
Ainda que o tempo em que vivemos seja o da ‘pós-verdade’, a mentira institucionalizada, socialmente aceitável, ou lá o que é, os portugueses querem saber a verdade, sem pós, no caso dos 10 mil milhões de euros que foram para as offshores sem passar pelo crivo do Fisco, num ‘apagão’ que se estendeu à publicação das estatísticas. Para já, os depoimentos de Paulo Núncio e Rocha Andrade não dissiparam as dúvidas, e a única coisa que ficou clara foi o ‘espalhanço’ do ex-secretário de Estado nas justificações apresentadas.

De resto, mais uma vez nos sugerem que o ‘apagão’ que impediu que as transferências tivessem o tratamento devido se deveu a um problema informático. Só falta que no final os culpados sejam… os técnicos, como aconteceu em vários outros casos, como o da lista de colocação de professores, o do mapa judiciário, o da lista VIP do Fisco, o dos atrasos na devolução do IRS...

Não podemos aceitar que o ‘apagão’ atinja também a verdade, que é o que parecem pretender aqueles que, numa altura em que as dúvidas se avolumam, garantem que o caso se resume à questão das estatísticas, que o controlo do Fisco não foi posto em causa, que o erário público nada perdeu…
IRS Paulo Núncio Fisco Rocha Andrade economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)