Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Enquanto a noite cai

Perdeu-se o coração do rock português e da banda a que ele sempre deu tudo.

Leonardo Ralha 3 de Dezembro de 2017 às 00:31
Morreu um homem bom e cheio de talento, capaz de nos inspirar com a sua música e com a forma como soube combater e derrotar os seus demónios. Partiu aos 61 anos para o outro mundo, mesmo aqui ao lado, impedindo que jornalistas do futuro possam entrevistar em 2029 um septuagenário sorridente, decerto vestido de jeans e t- -shirt, e ouvi-lo contar histórias dos 50 anos dos Xutos & Pontapés.

Com a morte de Zé Pedro, aquele que nos disse não ser o único a olhar o céu, perde-se para sempre o coração do rock português e da banda a que ele deu tudo, da estreia acelerada pelos speeds nos Alunos de Apolo à coragem em palco na despedida ao Coliseu dos Recreios.

Enquanto a noite cai, depois de todos chorarem as lágrimas que a morte de um homem bom e cheio de talento merece e exige, chegará o momento de Tim, Kalú, Gui e João Cabeleira decidirem se os Xutos devem continuar. Qualquer opção será legítima, e só a eles cabe saber se não é tarde nem é cedo, era a hora que estava marcada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)