Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Leonardo Ralha

Paralelo ao precipício

Um Governo falha promessas (...) e ainda assim tem hipóteses de vencer as legislativas dentro de meio ano.

Leonardo Ralha 24 de Abril de 2015 às 00:30
Um Governo falha promessas, comete erros em catadupa, demora a travar o desemprego, convida centenas de milhar a emigrar, tem os seus ministros tão desgastados (pelo que mal fizeram e pelo que não fizeram...) como as fachadas de prédios devolutos, e ainda assim tem hipóteses de vencer as legislativas dentro de meio ano.

A decisão, tomada pelo agastado Passos Coelho e pelo impermeável Paulo Portas – um resistente às intempéries e o outro apostado em passar por entre pingos da chuva –, de oferecer mais austeridade, em vez do habitual desaperto de cinto em ano de legislativas, teria, à partida, um efeito de trampolim que levaria o PS à maioria absoluta. E, no entanto, não se move o partido que levou António Costa a cometer o duplo sacrifício de apear António José Seguro e de deixar Lisboa nos braços de Fernando Medina.

Talvez porque, tal como as autoestradas paralelas às autoestradas existentes, culpadas de parte do descalabro das finanças públicas, aquilo que o PS propõe como alternativa à estrada panorâmica, junto ao precipício e sem rails de proteção, pela qual o Governo nos conduz, é uma estrada paralela, suspensa por lianas, dentro do precipício.
Ver comentários