Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luís Lourenço

Podemos mais

Sorte? Muita. Competência? Alguma. Ambição? Nenhuma.

Luís Lourenço 1 de Julho de 2016 às 00:30
Alguém viu por aí uma grande Polónia? Não? Pois, eu também não. Mas também não vi uma fantástica Croácia, ou uma excelente Hungria, ou uma boa Islândia ou até uma suficiente Áustria e, contudo, em 90 minutos não conseguimos ganhar a nenhum deles. Ainda assim estamos nas meias-finais do campeonato da Europa de futebol. Sorte? Muita. Competência? Alguma. Ambição? Nenhuma. Quem pensa pequenino sai pela porta dos fundos. Não quero ser ave agoirenta, mas ou mudamos rapidamente a mentalidade ou isto vai acabar mal.

Recuso-me a ser como muitos que por aí tenho ouvido. Enquanto o barco lentamente afunda, a banda continua a tocar. Só que, no caso do Titanic, a banda também foi ao fundo. No caso desses que estou a falar, vão fazer como os ratos: serão os primeiros a saltar e, depois, também os primeiros a pedir a cabeça de Fernando Santos, enquanto selecionador nacional. Eu não sou desses. Eu critico agora, enquanto ainda temos tempo de emendar a mão.

Cristiano Ronaldo vai ter, definitivamente, de entrar neste "Europeu" e Fernando Santos vai ter, definitivamente, de perceber que não há glória sem risco.
Croácia Hungria Islândia Áustria Europa Fernando Santos Cristiano Ronaldo Europeu desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)