Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Luís Pires da Silva

Há que unir Portugal

O país tem que estar pronto para os famosos "mercados".

Luís Pires da Silva 29 de Junho de 2015 às 00:30
A indefinição do futuro da Grécia no euro e as relações conflituosas que permanecerão com os restantes membros da comunidade após a crise deveriam ser preocupação de todos os Portugueses. Por maioria de razão, dos políticos e dos governantes.

Assim, não basta a ministra das finanças dizer que tem dinheiro aferrolhado que nos deve fazer descansar. Portugal tem que estar pronto para defender-se dos famosos "mercados" e da pressão que sujeitarão toda a zona euro.

Esta defesa apenas será eficaz com a união de todos os Portugueses. Contudo, os últimos anos foram gastos a colocar os funcionários públicos contra os privados e os empregados contra os desempregados, para justificar as políticas implementadas.

É imperiosa neste momento e para o futuro uma função pública eficaz. Porém, a restruturação das carreiras iniciada há sete anos ou é má ou é inexistente. Todavia o descontentamento é geral. A bem de todos, tem que se alterar a cultura da classe política.
Grécia Portugal economia mercados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)