Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Magalhães e Silva

Bingo

Um espaço político-mediático ocupado não se combate; cola-se-lhe é outro em cima.

Magalhães e Silva 21 de Dezembro de 2014 às 00:30

Quando Costa surge no espaço político-mediático, depois de cilindrar Seguro, estava aberto caminho para que uma Oposição ganhadora desse ao País, em 2015, uma maioria absoluta.

Sem indícios de que tenha havido qualquer maliciosa orquestração, tão do gosto dos cultores da cabala, certo é que o espaço político-mediático continua invadido pelo processo Sócrates e pelo caso BES. Bingo para o PSD/CDS.

Impor um discurso político, neste quadro, é muito difícil; e, no entanto, gostava de ter visto duas coisas. Que Costa, num gesto de singular pedagogia cívico-política, tivesse ido a Évora sem pré-aviso e declarado: "Venho visitar um amigo, que julgo inocente. Mas se for condenado, virei, de novo, que não costumo abandonar os amigos quando estão na cadeia, nem deixo de o ser só porque cometeram um crime." E o dossier Sócrates ficava encerrado.

No caso BES, escalar quem saiba para, no foro próprio, a AR, denunciar essa troika feita Pilatos – Passos, Albuquerque e Carlos Costa – que continua a lavar as mãos da desastrosa gestão Salgado.

Ainda é tempo.

Ver comentários