Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Manuel Maria Rodrigues

O menino mais lindo

Lamento a morte deste jovem, mas ainda lamento mais a morte de polícias.

Manuel Maria Rodrigues 6 de Setembro de 2016 às 01:45
A noite de 30 de agosto ficou marcada pela morte de um jovem, baleado pela polícia na sequência de um assalto e posterior abalroamento a uma viatura da polícia. Os "amigos" do bairro fervilharam em revolta e ódio. Era o menino mais lindo do bairro…

Interessa refletir sobre: o que leva um jovem a procurar amizades entre marginais em vez de se afastar deles? A entrar num carro furtado pelos "amigos", por ventura os 2º, 3º e 4º meninos mais lindos do bairro, e ser encontrado pela polícia às 03h30 da madrugada, em flagrante, após um assalto a estabelecimento? A colocar fotos nas redes sociais empunhando uma caçadeira? A optar pela via do crime conhecendo os riscos? Quem são os responsáveis pela educação e acompanhamento deste jovem?

Nascer e viver num bairro pobre não é sinónimo de marginalidade. Muitos nasceram assim e procuraram distância dos "amigos" e comportamentos marginais. Lamento profundamente a morte do jovem… mas lamento ainda mais a morte de polícias em serviço, que arriscam a vida em defesa do cidadão e da sociedade, em muitos casos resultantes das atividades a que alguns dos meninos mais lindos dos bairros se dedicam.
morte bairro do Cerco polícia marginalidade
Ver comentários