Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Mário Pereira

Nuno: ganhar... ou falhar o destino

FC Porto tem 270 minutos para evitar outra época de apagão.

Mário Pereira 6 de Maio de 2017 às 00:30
Faltam três jornadas para o final do campeonato e o FC Porto deita contas à vida. Sobram 270 minutos à equipa que leva o dragão ao peito para tentar evitar que esta seja mais uma época de apagão. A acontecer, seria a quarta seguida.

E isso iria configurar um período de trevas no reino como já não se vê há quase quatro décadas.
Por agora, e enquanto aos azuis- -e-brancos for matematicamente possível chegar ao título, as arbitragens são o alvo. Nada de novo em relação a isto.

Com a concorrência não seria diferente. Mas quando as luzes de mais uma temporada se apagarem e nada mais restar do que fazer o balanço, as culpas de um eventual fracasso não irão ficar circunscritas a dislates de apito. Isso seria tapar o sol com a peneira.

Nuno Espírito Santo sabe disto. "Voltar a casa para ganhar é o meu destino", disse o treinador à chegada, no verão passado. E um compromisso é um compromisso.

Nuno ainda está a tempo de dar despacho à vocação a si mesmo outorgada. Já falhou em alguns momentos decisivos. Mas ainda pode sorrir.

Hoje, na Madeira, o FC Porto tem um dos jogos mais decisivos da época. E mais difíceis, também. Ganhar, no terreno do Marítimo, é um verbo que os dragões não conjugam há quatro épocas. Mas é também o único desfecho que coloca pressão extra sobre o Benfica (que amanhã joga em Vila do Conde).

Qualquer outra coisa, será um prenúncio de fracasso. Quase uma confissão de ineptidão. Dar tiros nos pés é o pior que pode acontecer a quem espera que falte a pólvora do lado de lá da barricada.

Vila do conde: inexpugnável este ano
Alerta máximo. Menos do que isso será facilitar. O Benfica joga amanhã em Vila do Conde frente a um Rio Ave que é uma das médias equipas mais polidas da Liga. Não perde um jogo em casa desde o dia 5 de novembro de 2016 (Boavista, 1-2). Depois não digam que não estão avisados.

Dost puxa pelo leão
Bas Dost tornou-se num foco de interesse extra nesta parte final do campeonato. Os seus golos e a luta com Messi pela Bota de Ouro puxam pela equipa do Sporting. O bom momento da equipa leonina tem a ver com isto, há dúvidas?

Futebol matinal
Regressa neste domingo o futebol matinal ao nível da Liga. O Estádio José Alvalade é palco do duelo entre Sporting e Belenenses. Quanto mais não seja, fica o sabor, para quem vai à bola, de uma quebra na rotina.
Ver comentários