Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Alexandre Ganhão

Passos anda num carro apreendido

As autoridades tributárias não têm dúvidas: decretam a sua apreensão.

Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 25 de Junho de 2015 às 00:30
Passos Coelho herdou de Sócrates dois carros de serviço: um Volkswagen Phaeton e um Mercedes prateado, classe S, com matrícula de 2010. O chefe do governo ganhou afeição pelo poderoso Volkswagen, capaz de o levar a todas as partes do País "num tirinho". Com o Mercedes, a relação era mais complicada. É outro tipo de carro, e o valor do leasing (três mil euros por mês) chocava com as dificuldades de um Portugal asfixiado pelo resgate da troika, mas contratos são contratos e todos os meses a Mercedes cobrava a prestação
Em 2014, dá-se um acontecimento surpreendente. Atracado nos Açores, está um cargueiro que tem a bordo um Mercedes preto, de modelo igual ao do primeiro-ministro. O carro, de origem americana, não se encontra em condições para ser desalfandegado. Tem inúmeras irregularidades fiscais. As autoridades tributárias não têm dúvidas: decretam a sua apreensão.
Meses mais tarde, o gabinete de Passos Coelho é contactado pela Autoridade Tributária. Ali estava uma viatura digna de transportar o chefe do governo. Com o leasing do Mercedes prateado a chegar ao fim, o novo carro era mais do que bem-vindo.
O gabinete de Passos pede para ver a viatura. Uma primeira desilusão... Vindo da América, o tabliê do Mercedes marca milhas em vez de quilómetros! Fala-se à marca para fazer um orçamento que contemple a mudança para um conta-quilómetros normal em quilómetros. A verba pedida é astronómica. Se o carro marca milhas, milhas terão que ficar, para desespero dos motoristas.
E é assim que, nas deslocações dentro de Lisboa, o "Mercedes americano" de Passos Coelho passou a exibir toda a sua elegância.

Grão-Mestre do GOL abandona a liderança da SLN/Galilei
O Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL), obediência maçónica irregular, renunciou à presidência da SLN/Galilei. A Sociedade Lusa de Negócios era dona do Banco Português de Negócios (BPN), liderado por Oliveira e Costa. Fernando Lima tomou as rédeas da SLN em 2009, a convite do industrial Alberto Queiroga Figueiredo. A SLN é dona de um vasto património imobiliário, em particular no Algarve.  

O cromo da semana
Granadeiro adormeceu na apresentação do livro ‘Caso BES – a realidade dos números’.

Puro veneno
Salgado reúne testemunhas
Ricardo Salgado fez convites a várias personalidades públicas para serem testemunhas na sua defesa.  

Portas vai dizer adeus à China
O vice-primeiro- ministro prepara mais uma viagem à China. Mas quase em segredo.

Manifestantes enganam-se
Os trabalhadores da TAP queriam protestar durante a assinatura do contrato. Foram para a porta da Economia em vez das Finanças. 

Nóvoa deixa carro ir abaixo três vezes  
O candidato estava na estação de serviço de Pombal quando o carro se engasgou 3 vezes. 

Sósias de Bataglia enganam em Lisboa
Parece que o homem-forte da ESCOM e amigo de Salgado tem vários sósias, que confundem meia Lisboa.
opinião miguel alexandre ganhão passos coelho carro apreendido autoridades
Ver comentários