Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Azevedo

Efeito das eleições

Nascido em França, criado no Brasil, mas cidadão português, o músico Pierre Aderne está indignado com o resultado das eleições em Portugal.

Miguel Azevedo 10 de Outubro de 2015 às 00:30
Indignação... Nascido em França, criado no Brasil, mas cidadão português, o músico Pierre Aderne, de quem já falei várias vezes nesta página por ser um dos nomes que mais têm feito para divulgar cá e no Brasil muita da música portuguesa que se vai fazendo, está indignado com o resultado das eleições em Portugal. "O mais intrigante é ver um povo votando contra a sua própria cultura. Esses ‘portugueses’ que mancharam com a caneta a história do seu país não são aqueles portugueses que descobriram o Mundo pelo mar no século XV", desabafa.

Comemorar... Está praticamente esgotado o espetáculo dos 35 anos de Rui Veloso no MEO Arena, em Lisboa. Um dos maiores músicos portugueses na mais ‘nobre’ das salas nacionais (e é por momentos destes que só faz sentido que elas existam). O espetáculo que tem sido apresentado como único, mas que certamente levará à inevitabilidade de um segundo grande espetáculo a norte, surge numa altura em que Rui Veloso atravessa um momento de reflexão e pausa na carreira e "não de desistência", como já fez questão de afirmar.

Regresso... Depois de terem encerrado a última digressão na Suíça, os Deolinda já estão por esta hora inteiramente dedicados à composição das novas canções. O novo álbum sucessor de ‘Mundo Pequenino’ só será editado no próximo ano.

Cozido... Porque nem só de música vive o homem (neste caso Miguel Gameiro) e porque canções não enchem barriga, o músico, que já pode ser chamado de chef com canudo na mão e tudo e que andou por Paris a aperfeiçoar a arte de bem comer, até já reinventou um novo cozido à portuguesa.
Ver comentários