Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Azevedo

Trump, o artista da mentira

Se chegar à Casa Branca no próximo dia 8, Donald Trump será porventura o presidente menos cool da história pop dos EUA.

Miguel Azevedo 5 de Novembro de 2016 às 01:45
Se chegar à Casa Branca no próximo dia 8, Donald Trump será porventura o presidente menos cool da história pop dos EUA, aquele que menos apoio reuniu e reúne da comunidade artística, com músicos e atores à cabeça.

Roberto De Niro chamou-lhe punk (no sentido de arruaceiro) e "artista de m..." naqueles que, ainda assim, foram os melhores elogios por parte do ator de ‘Taxi Driver’, que também lhe chamou "porco", "cão" e "estúpido".

Em julho já um grupo de 100 estrelas do cinema e da música havia assinado um documento pela "união contra o ódio" para impedir que Trump chegasse à presidência.

Antes disso, Brian May tinha proibido Donald de tocar a música ‘We Are The Champions’, dos Queen, na campanha, os Aerosmith não autorizaram a utilização de ‘Dream On’, Neil Young impediu que o candidato republicano fizesse soar ‘Rockin’ In The Free World’ nos comícios, Adele vetou ‘Rolling In The Deep’ e os Rolling Stones interditaram a utilização tanto de ‘Start Me Up’ como ‘You Can’t Always Get What You Want’. Michael Stip, dos REM, foi mais longe quando percebeu que Trump estava a usar ‘It’s the End of the World as We Know It’ e insultou-o: "Fuck you Trump!".

Donald poderá chegar à Sala Oval, mas nunca deixará de ser "um artista da mentira", como lhe chamou De Niro. Trump na presidência dos EUA será para levar tão a sério quanto a candidatura anunciada por Alice Cooper em agosto passado, sob o lema "Um homem perturbado para uma época perturbada" e que tinha com primeira medida mandar esculpir no Monte Rushmore - onde estão os rostos de quatro antigos presidentes dos EUA - a cara de Lemmy Kilmister, dos Motorhead, falecido em 2015. Ou isso ou então fazer como Manuel João Vieira, que sempre disse que se alguma vez fosse eleito Presidente da República tomaria como primeira medida a... demissão.
Ver comentários