Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Octávio Ribeiro

Máscaras da igualdade

Quantos jamaicas haverá onde a epidemia está mais difícil de controlar?

Octávio Ribeiro(octavioribeiro@cmjornal.pt) 30 de Maio de 2020 às 00:32
Enquanto o vírus andar à solta nos bairros pobres da Grande Lisboa, não será prudente lançar mais gasolina para a fogueira. Andou bem o Governo ao retardar a reabertura dos Centros Comerciais, nesta conjuntura em que se vai destapando o desleixo que Estado central e local dedicaram a estes territórios crioulos.

No Bairro da Jamaica, sabe-se agora, os cafés nunca fecharam. Quantos jamaicas haverá nesta zona do País onde a epidemia está mais difícil de controlar?

No desprezo pelas condições dos mais pobres – as maiores vítimas da crise, com o seu exército de empregadas domésticas e precários para qualquer obra -, o dedo aponta não só o Governo e a sua cada vez mais desgastada DGS, mas também as autarquias, que até agora não encontraram músculo nem verba para distribuírem máscaras de forma massiva e gratuita.

Como muito bem tem denunciado o líder da Associação de Moradores do ‘Jamaica’, as pessoas que ficaram sem trabalho não têm dinheiro para o pão, quanto mais para máscaras. Máscaras que protegem todos de todos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)