Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Tudo normal

Paulo Andrade

Tudo normal

O trabalho fora das quatro linhas pode potenciar a vitória.

29.04.2017

Violência gratuita

O assassinato de mais um adepto do Sporting veio despertar alguns distraídos para um ambiente insustentável.

04.02.2017

Liga ao rubro

Espero que a equipa de arbitragem não tenha influência no resultado.

14.01.2017

Árbitros adeptos

Quero árbitros juízes, não árbitros adeptos. E eles existem.

03.12.2016

Chapecoense

A tragédia que se abateu sobre os brasileiros da Chapecoense não pode deixar ninguém insensível.

12.11.2016

Ganhar juízo

Inventam-se problemas e com isso vai-se deteriorando todo o negócio do futebol.

22.10.2016

Austeridade?

Portugal tem vivido nos últimos anos num clima de profunda austeridade que afeta a qualidade de vida de todos nós.

20.08.2016

Jogos Olímpicos

Nunca como neste período nos sentimos adeptos de tantas modalidades.

23.07.2016

Olimpismo

Exige-se bom senso a quem tem responsabilidades.

09.07.2016

Para ganhar

E não é que Fernando Santos tinha razão?

25.06.2016

Acreditamos em vocês

É verdade que o apuramento para os oitavos de final foi demasiado difícil, num grupo acessível

11.06.2016

Período decisivo

O mercado das transferências vive a sua fase mais intensa.

21.05.2016

Rumo ao 23.º título

Foi com satisfação que recebi a informação da renovação do contrato de Jorge Jesus.

Ver + opiniões

Colunistas CM

CM ao Minuto

Mais notícias
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)

Multimédia

Mulher de 23 anos morta em ação da PSP foi baleada no peito

Uma jovem de 23 anos morreu, durante a madrugada desta quinta-feira, após uma operação policial na Avenida do Vale, em São João da Madeira, onde as autoridades detetaram uma viatura suspeita a circular numa área de "ocorrência de furtos". Os suspeitos colocaram-se em fuga e a mulher acabou por morrer em frente ao hospital.

Patrão de Sócrates nas mãos de superjuiz Carlos Alexandre

Paulo Lalanda e Castro, o ex-patrão de José Sócrates na Octopharma, está acusado por crimes de corrupção, falsificação e lavagem de dinheiro relacionados com negócios milionários do plasma feitos durante anos entre privados e o Estado. Instrução do processo 'Máfia do Sangue' começa a 12 de outubro.

Também em Destaque

Ver + notícias