Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Fonte

Ninguém é inocente

A criatura procura mediatismo. Conseguiu-o.

Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) 7 de Maio de 2016 às 01:45
"A estupidez é infinitamente mais fascinante do que a inteligência. A inteligência tem os seus limites, a estupidez não", disse um dia o realizador francês Claude Chabrol, longe de conhecer a história de um, vamos dominar a repulsa, rapaz que se diverte a maltratar um cão só para conseguir ‘likes’ no Facebook.

Mais do que um caso de polícia – mas que não pode ser ignorado, a lei é específica quanto à violência contra animais -, esta é uma situação a merecer uma convocatória perante uma junta médica para uma correta avaliação quanto à sanidade mental do mancebo.

A criatura procura mediatismo. Conseguiu-o. Às autoridades, chegaram, nos últimos dias, mais de mil queixas por maus-tratos ao animal. O caso teve eco na imprensa internacional, com o britânico ‘Daily Star’ a publicar o vídeo do nosso descontentamento e a fazer uma reportagem sobre o ser.

As ameaças correram lestas, falou-se em proteção policial paga pelos contribuintes, os comentários recrudesceram. Muitos dos que agora espumam de raiva, por certo já se deliciaram com as alarvidades do bípede. Tenhamos essa humildade, todos temos uma certa dose de culpa por os novos valores privilegiarem o oco e o supérfluo.
Claude Chabrol Daily Star Gonçalo Carter Facebook cão maus-tratos animal polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)