Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Rodrigues

Democracia, compra-se!

É lamentável que se coloque em discussão, com dados irreais, o custo da democracia na PSP.

Paulo Rodrigues 20 de Setembro de 2014 às 00:30

Dirigentes da PSP, que também são dirigentes sindicais, insinuaram ontem que a quantidade de dirigentes sindicais na Polícia coloca em causa o seu normal funcionamento. É verdade que a Lei Sindical precisa de ser clarificada.

A situação que a PSP vive não é nova nem a culpa é dos sindicalizados, mas de uma lei criada por políticos e dirigentes da PSP. A ideia foi dividir os polícias e reduzir a ação sindical. Lamentável é que se ponha em discussão, com dados irreais, o custo da democracia na PSP.

Expliquem quanto custa aos contribuintes a quantidade de polícias que vão desnecessária e gratuitamente para o policiamento nos estádios. Expliquem o preço da desmotivação na PSP, face à vergonhosa forma de atribuição de louvores, com influência nas carreiras. Expliquem quanto custará aos contribuintes os dias de baixa médica dos polícias por acidentes e em consequência por vezes de decisões superiores.

Há quem ache difícil liderar em democracia, mas o que pode a população esperar de dirigentes da PSP que não respeitam os direitos e liberdades dos seus próprios subordinados?

Polícia PSP sindicatos democracia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)