Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Pedro Mourão

Educar Direito

O projeto habilita jovens a conhecer matérias de natureza criminal.

Pedro Mourão 18 de Fevereiro de 2017 às 00:30
Verifica-se nos tribunais um crescente número de jovens que, na sequência da prática de crimes, mostram desconhecimento ou não terem consciência das consequências de tais condutas. No domínio da prevenção geral, as punições aplicadas não se têm revelado suficientes.

Surge assim o projeto ‘Educar para o Direito’, que, a convite de escolas e agrupamentos, advogados e juízes têm dinamizado pelo país, com colóquios destinados a jovens dos 12 aos 21 anos, procurando habilitá-los a conhecerem matérias de natureza criminal mais evidentes nas suas idades e respetivas consequências, como violência no namoro, droga, bullying, ciberbullying, injúrias, ameaças, furto e roubo.

A metodologia utilizada procura a sua própria linguagem sem a tónica formatada da enunciação rebuscada de conceitos jurídicos ou de diplomas legais. Recorre-se a casos concretos, com suporte em imagens representativas deste tipo de condutas. É este o escopo do projeto, de Valença a Silves, que vai ao encontro de uma carência na sociedade, contribuindo para que jovens possam sonhar com um futuro. No mais, para o pobre da zona de conforto tudo gira num título, pois não compreende um olhar, tampouco há-de compreender uma explicação!
Direito Valença Silves crime lei e justiça justiça e direitos política crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)