Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Pedro Santana Lopes

Loucura humana

Não é só Hillary Clinton que está em causa. É todo o sistema norte -americano.

Pedro Santana Lopes 5 de Agosto de 2016 às 00:30
Estas eleições nos Estados Unidos da América vão ser muitíssimo tensas. Donald Trump está a pôr tudo em causa na política norte-americana, parecendo partir do princípio de que o que é preciso é que falem dele, seja bem ou mal. Tem insultado toda a gente, tem feito de tudo um pouco, o que é politicamente não incorreto, mas absolutamente descabido – porque é também humanamente inaceitável. Porém, de uma certa maneira, até aqui, tem resistido.

Aqui há duas semanas, por altura da convenção republicana, até as sondagens subiam e houve pelo menos uma que o chegou a dar à frente de Hillary Clinton. Foi também quando houve a nova leva do escândalo dos e-mails privados da candidata democrata.

Só que Donald Trump não foi de modas e resolveu subir a parada do mau gosto e da falta de nível, começando a disparatar com os pais de um soldado americano muçulmano morto na guerra do Iraque em 2004. Não contente com esse feito, durante um comício em que um bebé chorava ao colo da sua mãe, Trump resolveu pedir para os expulsarem do comício.

Com todos esses "cometimentos", Hillary Clinton voltou a ultrapassar Donald Trump e a distanciar-se mesmo com um intervalo na sua vantagem de quase 10 pontos. Pelo meio, as fileiras do Partido Republicano começaram a abrir brechas e até o cavalheiro senador John McCain se viu envolvido nas polémicas com Trump, que abriu guerra também ao líder na Câmara dos Representantes, Paul Ryan.

No entanto, e apesar de tudo isso, nos últimos dias foi noticiado que a recolha de fundos de Trump tinha atingido os 80 milhões de euros, próximos da soma até aqui conseguida por Hillary, 90 milhões. Barack Obama já chegou ao ponto de dizer, há poucos dias, que a situação tinha atingido o limite e que os republicanos tinham de pôr cobro a esta candidatura de Trump.

Tudo está em questão, porque Trump não tem limites, tratando a pessoa adversária constantemente pelas piores ofensas. Aliás, trata toda a gente da pior maneira possível. E quando alguém resolver pôr em causa todas as regras de conduta, as consequências são imprevisíveis.

Não é só Hillary Clinton que está em causa. Ao fim e ao cabo, começa a ser todo o sistema político norte-americano e juntamente com esse sistema político a generalidade das democracias.

Por muito desagradável que seja pensar e dizer isto, os ventos da história parecem correr de feição para os loucos e como sabemos já houve vários loucos na História.

Nestes dias tenho atravessado territórios lindíssimos de Estados cheios de História, que já viveram tempos muito difíceis por causa da loucura humana.

-----

Imperdível: Algarve - Sardinha e música antiga
Para os muitos portugueses que por estes dias passam férias no Algarve, já está a decorrer o Festival da Sardinha em Portimão. Trata-se de um evento com 2200 lugares sentados, repartidos por sete restaurantes, onde se pode apreciar uma sardinhada com todos os ingredientes: pão caseiro, salada de pimentos e batatas cozidas com casca e petiscos variados, como pão com chouriço, queijos e enchidos, gelados e doçaria regional. O festival conta ainda com vários expositores com artesanato.

Também no Algarve, mas na cidade de Lagos, está a decorrer nas sextas-feiras neste mês de agosto o V Ciclo de Música Antiga Sons Antigos a Sul, uma iniciativa dirigida pela Academia de Música de Lagos com concertos em vários espaços daquela cidade algarvia.

Canto curto: Tranferências - Grandes nomes
Todas as equipas grandes em Portugal parecem estar a apontar para grandes nomes, tentando encontrar uma janela de oportunidade nestes loucos mercados de transferências. Nestes dias, o FC Porto tenta fechar com Alex, que jogou no Milan, PSV, PSG e Chelsea. O Sporting parece estar a apontar para Mario Gómez, atualmente na Fiorentina. O Benfica costuma jogar mais na surpresa e com todo o dinheiro que está a fazer em vendas, pode ser que traga também um nome ainda mais alto.

Ver comentários