Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Ricardo Valadas

Judiciária em Braga

Sem novo edifício a PJ de Braga ficará incapacitada de forma grave.

Ricardo Valadas 8 de Outubro de 2017 às 00:30
A Polícia Judiciária é uma instituição de décadas, alicerçada e determinada na sua génese, na persecução da Justiça e da defesa dos cidadãos portugueses no que se refere à prevenção, deteção e investigação criminal de atos ilícitos que lhes são lesivos, quer materialmente, quer contra a sua integridade física e liberdade. A cidade e região de Braga, tal como outras regiões do país, dispõe de um departamento da PJ que existe para tal, ou seja: para servir os seus cidadãos. Há já algum tempo que o edifício a PJ de Braga se encontra francamente degradado e sem as mínimas condições para que as mulheres e homens que ali tentam dar o seu melhor possam permanecer e trabalhar. A ASFIC/PJ já encetou contactos com a Câmara Municipal de Braga (CMB) e com o próprio Ministério da Justiça (MJ), os quais prometeram encetar esforços, de forma urgente, em determinar novas instalações para a PJ, que respeitem, acima de tudo, o bem-estar e a capacidade operacional daqueles que juraram, no limite, dar a vida pela Justiça. Estamos certos de que a CMB e o MJ estão a resolver a situação em apreço, no entanto urge a materialização de um novo edifício, sem o qual, a breve trecho, incapacitará de forma grave a PJ em Braga.
Ver comentários