Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Rui Hortelão

A vida no Facebook

Mostraram-lhe uma foto da filha falecida, acompanhada da frase: “Foi um ano espetacular!".

Rui Hortelão 29 de Dezembro de 2014 às 00:30

Os dados são publicados na edição da ‘Sábado’ que vai amanhã para as bancas: os 5 milhões de portugueses que têm conta no Facebook gastam, em média, 48 minutos por dia na rede social que tornou Mark Zuckerberg bilionário. Para continuar a motivar as 1,35 mil milhões de pessoas que todos os meses acedem, o Facebook não pára de inovar.
Na despedida de 2014, criou a app ‘O ano de…’, que de forma automática gera uma retrospetiva sobre o que foi o ano do utilizador. O problema é que há uma grande diferença entre a vida real e a virtual e, de vez em quando, acontecem coisas desagradáveis como aquela pela qual passou Eric Meyer neste Natal.
O designer perdeu este ano a filha, e o Facebook só descansou quando lhe mostrou uma imagem da falecida criança acompanhada da frase: "Foi um ano espetacular! Obrigado por fazeres parte dele." Meyer queixou-se e o Facebook ter-lhe-á pedido desculpa. Mais uma ilusão, porque o que aconteceu neste caso é o mesmo de sempre – a rede social usa o que os utilizadores ali colocam para lhes proporcionar experiências virtuais 100% dirigidas. 

vida facebook foto filha falecida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)