Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Rui Hortelão

Hipocrisia paternal

O problema é mesmo dar preservativos nas escolas?

Rui Hortelão 17 de Outubro de 2016 às 01:45
Foi sugerido ao Governo que distribua preservativos nas escolas, ou seja, que cumpra a lei da Educação Sexual, em vigor desde 2009. "A lei não foi para a frente na maioria das escolas porque os próprios professores também são pais e percebem a gravidade desta banalização", defende Jorge Ascenção, presidente da Confederação das Associações de Pais, como se as leis fossem para cumprir a gosto.

Ana Cid Gonçalves, da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, também é radical: "A educação cabe aos pais, o Estado não deve intervir quando se trata de matéria que diz respeito aos pais." Ou está a defender o fim da escola pública, ou considera os professores aptos a ensinar tudo menos educação sexual.

Seria interessante saber se Jorge Ascenção e Ana Cid Gonçalves também defendem a proibição do uso de telemóveis, redes sociais e internet. Pelo menos, têm sido mais nefastos a um saudável crescimento de crianças e adolescentes do que o contacto com o preservativo.

E, já agora, como explicam que Portugal – sem distribuir preservativos nas escolas – tenha a oitava taxa mais elevada da União Europeia de gravidez na adolescência, o que representa uma média diária de 12 adolescentes, entre os 11 e os 19 anos, a serem mães?
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)