Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Rui Moreira

O Porto não é o Faroeste

O Porto aprovará o primeiro regulamento para o transporte turístico, que obriga a aplicar normas ambientais.

Rui Moreira 29 de Janeiro de 2017 às 00:30
Os filmes de cowboys, que nos entretinham nas matinés de domingo, são uma boa referência se quisermos pensar nos dilemas do desenvolvimento urbano de hoje. Nessas fitas, pequenas cidades perdidas no deserto eram invadidas por garimpeiros em busca do ouro. Traziam dinheiro e dinâmica aos saloons e aos bordéis do Faroeste e criavam emprego para os homens que, até aí, envelheciam entre copos e poeira. Mas também traziam as pistolas e mais trabalho para o Xerife. No imaginário televisivo americano, encontramos, mais tarde, a série Dallas, onde JR continuava a ostentar o chapéu de cowboy, mas para procurar ouro negro. Como no velho Faroeste, o desenvolvimento, o emprego e a riqueza da indústria petrolífera também trouxeram o reverso da medalha, com a especulação e a disputa. Foi com impulsos como estes que os EUA se transformaram num grande país. Cheio de defeitos, claro está, mas desenvolvido.

Portugal vive agora a descoberta de um filão. O turismo, antes confinado à areia algarvia, entrou nas cidades e transformou-as. Os cafés abandonados, os prédios em ruína e as ruas desertas encheram-se de garimpeiros, que trouxeram reabilitação e emprego. Mas também trouxeram poluição, trânsito e transformações aceleradas.

A questão não está em saber se queremos ou não o desenvolvimento. Descontando um ou outro "Velho do Restelo", ninguém pode defender responsavelmente o regresso ao passado de esvaziamento dos centros históricos e de ruína.

Mas também não podemos deixar de olhar para o fenómeno e usar os meios legais de que dispomos, e que às vezes são escassos, para regular. O Porto aprovará, na próxima terça-feira, o primeiro regulamento para o transporte turístico, que restringe percursos e paragens, obriga à aplicação de normas ambientais e defende a vida quotidiana dos portuenses. Foi um longo e difícil caminho em que a Câmara trabalhou com agentes económicos e associações do setor no sentido de encontrar soluções de sustentabilidade. Para o turismo e para a cidade.

Como autarca e como presidente da Associação de Turismo do Porto, não posso deixar de elogiar estes novos "garimpeiros" que operam no Porto, por terem sabido entender que não há turistas que queiram vir ao Porto para ver autocarros de turismo e tuc-tuc, e que colaboraram no processo, sem preconceitos.

-----

Melhor destino: Um voto no Porto
O Porto concorre pela terceira vez ao título mais importante da Europa em matéria de promoção turística. O European Best Destination tem a vantagem de resultar do voto universal e, simultaneamente, ser credível e ter grande visibilidade. Por isso, à semelhança do que já tínhamos feito em 2014, última vez em que o Porto concorreu e ganhou a distinção, lançamos uma campanha que visa motivar turistas e residentes a votarem. Para isso, muitas personalidades aceitaram dar a cara pelo Porto e pedir o voto, que pode ser feito online, uma vez por semana, em qualquer dispositivo eletrónico com acesso à internet. Se ainda não votou ou se votou há mais de uma semana, não se esqueça de fazer um "clique" a partir de www.voteporto.com, que pode ajudar a cidade do Porto a qualificar ainda mais o seu turismo.

Marcado do Bolhão: Dom Sebastião afinal existe mesmo
Chegou numa noite de nevoeiro e os técnicos envolvidos nas primeiras obras exteriores relacionadas com o restauro do Mercado do Bolhão chamaram- -lhe Dom Sebastião. É um regresso de máquinas perfuradoras ao subsolo do Porto, depois de o Metro ter desbravado caminho. Está a desviar um pequeno curso de água que passava por baixo do mercado. Um pequeno vídeo dos primeiros centímetros que furou foi alvo de muitos comentários na minha página de Facebook. Uma imagem é, muitas vezes, tão importante como qualquer discurso e, como tinha prometido quando apresentei o projeto do Bolhão, tudo será mostrado e explicado aos portuenses. Até os primeiros passos do Dom Sebastião, que afinal existe mesmo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)