Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo João Santos

Enfrentar a realidade

A melhor forma de combater o vírus é não pensar nele.

Paulo João Santos 10 de Julho de 2020 às 00:32
P or muito que custe, chegou a hora de aceitar a realidade. Com alarme ou calamidade, com multas e restrições, os números são cristalinos: o vírus chegou para ficar. Não vale a pena fugir-lhe, não sabemos onde está; não vale a pena fechar-lhe a porta, entra pela fechadura.

E vai continuar a aproveitar-se das nossas fraquezas para se alimentar e multiplicar, ganhar novas formas, matar os mais frágeis. Até que uma droga o deixe narcotizado ou uma vacina acabe com ele. Não podemos é acabar connosco, deixar que o medo tome conta das nossas vidas, que os profetas da desgraça nos deprimam.

A melhor forma de combater o vírus é não pensar nele, como não pensamos no cancro, na sida, no Alzheimer, no Parkinson com quem podemos tropeçar no labirinto da vida. Se um dia tivermos de nos confrontar com estes demónios, logo que se vê quem ganha o duelo. Até lá – e que nunca se chegue lá – aproveitemos para nos divertir e fazer aquilo de que gostamos, de máscara sempre à mão e desinfetante na carteira.

A vida é demasiado curta para ficarmos prisioneiros do tempo. Basta olhar para trás para percebermos que nem nos demos conta de como chegamos até aqui. 
saúde desporto doenças política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)