Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo João Santos

Ouro sobre azul

A primeira reação é desconfiar de gesto tão magnânimo.

Paulo João Santos 16 de Julho de 2020 às 00:31
Um grupo de multimilionários pediu para pagar mais impostos. Acham que é injusto terem tanto e contribuírem com tão pouco para o bem comum, para ajudar quem não tem um tostão.
Não é fácil interpretar este rebate de consciência de quem ganha numa hora o que o comum dos mortais não ganha numa vida.

Mas a primeira reação é desconfiar de gesto tão magnânimo e mais ainda em contexto de pandemia. Terão tomado consciência de que o vírus não olha para o chumaço da carteira e, com medo, precaver o encontro com o divino, não vá o diabo tecê-las? Sentirão que com a economia parada, o disparar do desemprego e o número crescente de famílias com fome não engorda as suas contas?

Vou pela segunda hipótese. Quem já perdeu a conta aos milhões , acredita que é imortal ou, no mínimo, que o dinheiro vai com eles quando partirem. Talvez dê para subornar o porteiro do céu. Se estivessem tão preocupados com o mundo que gravita aos seus pés, não precisavam de gritar "abrimos o cofre, venham cá buscar as notas".

Pegavam nelas e distribuíam-nas, sem alarido. E se tivessem dúvidas por onde começar, qualquer um de nós poderia fazer-lhes uma lista em dois minutos onde caíam como ouro sobre azul.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)