Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Miguel Alexandre Ganhão

A estrela de Belém

Há mais de 2000 anos a estrela de Belém anunciou a boa-nova: tinha nascido Jesus Salvador.

Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 20 de Dezembro de 2012 às 01:00

A poucos dias do Natal esperamos de Belém outra aleluia que nos deixe descansados: a promulgação do Orçamento. Mas esta não é uma boa-nova. Em particular para os pensionistas e reformados que ganham mais de 1350 euros por mês, e que terão de pagar a sobretaxa de IRS.

Seja como for, é fundamental que o Orçamento entre em vigor a 1 de Janeiro. Só com a sua aprovação se podem fazer as novas tabelas de IRS, que vão condicionar o salário dos portugueses e definir o nível de vida das famílias em 2013. Assim, dois mil anos passados, Belém continua a ser o centro das atenções no Natal.

Menos brilhante continua a estrela de S. Bento. A luz perde intensidade e aqui e além registam-se alguns "apagões" causados por curto-circuitos entre personagens da mesma corrente política. Resistindo aos choques, o outro partido da coligação resguarda-se para um ano que promete ser politicamente arrasador para quem ocupa o poder.

Mas seguindo o exemplo da estrela de Belém, renovemos a esperança, reforcemos a solidariedade e redobremos os esforços na procura de um caminho de crescimento e de futuro para todos. Feliz Natal.

Ver comentários