Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Garcia

MAI & PSP

No projecto de Lei Orgânica da PSP, vemos conceitos que constituem autênticas INJÚRIAS à identidade da Polícia Judiciária.

Carlos Garcia 8 de Julho de 2012 às 01:00

O adjectivo INTEGRAL significa que vamos ser embrulhados numa reforma policial sub-reptícia, como sub--reptício tem vindo a ser o caminho da PSP, nos últimos 12 anos, sempre com amparo político, no sentido de impor uma PSP tendencialmente única, capaz de ir afastando e consumindo outras polícias, até incorporá-las por esvaziamento.

Caminho mais longo para a POLÍCIA NACIONAL, porém mais seguro devido ao forte obstáculo que ainda constitui o capital de prestígio da PJ. Dar à PSP a competência para prevenir e reprimir a criminalidade organizada e o terrorismo é mais um ultraje ao CPP e à LOIC e o escancarar da via legal para legitimar mais uma invasão das competências da PJ. A assumpção de auxiliar da administração da justiça que o PS roubou à vigente lei orgânica da PJ é simplesmente infame.

O que a direcção da PSP e MAI têm de sobra (liderança, rumo e estratégia) o MJ e a direcção da PJ de todo não têm tido, apenas contrapõem imobilismo, omissão e autismo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)