Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6

Emergência grisalha

OMS salientou a percentagem de infetados abaixo dos 50 anos.
Editorial CM 21 de Março de 2020 às 00:33
Há um discurso que se está a construir em redor da Covid-19 que constitui um verdadeiro perigo para a saúde pública, além de ser moralmente insidioso. Ao contrário do que é voz corrente, a doença não representa um risco exclusivamente para os mais velhos.

Na verdade, trata-se de um vírus diabolicamente democrático e intergeracional, como prova a recente propagação galopante por todo o Globo, em todas as idades e nas mais variadas condições socioeconómicas que estratificam a humanidade. Ainda ontem a Organização Mundial da Saúde chamou a atenção para a considerável percentagem de infetados com menos de 50 anos.

O mito do exclusivo sénior da Covid-19 vai dificultar o combate à pandemia, porque acentuará comportamentos de risco nas gerações mais novas, e aprofundará o cisma entre novos e velhos. Os seniores da nossa sociedade serão seguramente os mais afetados, mas porque estão a ficar ainda mais sós, apoiados pelas famílias à distância, sem poderem abraçar nem filhos nem netos, na maior parte do dia abandonados à sua sorte, quando não à sua pobreza e à miséria mais extrema. Atenção: este vírus não é só para velhos.

Carlos Rodrigues
Covid-19 questões sociais política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)