Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6

O tempo da política

São necessárias coragem e clarividência nas decisões.
Octávio Ribeiro(octavioribeiro@cmjornal.pt) 9 de Maio de 2020 às 00:33
Continuamos em liberdade condicional, neste retorno lento à normalidade. Costa já disse que não hesitará em recuar nas medidas de desconfinamento, caso as cadeias de contaminação se descontrolem.

A voz dos médicos é de mil cautelas, como cabe aos que juraram preservar cada vida humana.

No outro prato da balança está a necessidade imperiosa de voltarmos a produzir e a consumir como fazíamos em fevereiro. As regras da Economia no seu modelo vigente, fundado no crescimento, convocam-nos para a luta pelo regresso à vida plena. Para nos batermos pela criação de valor, nas fábricas, nos campos, nos mares, nos serviços, nas escolas. Urge inverter a severa curva de empobrecimento traçada nos últimos dois meses.

Devemos ser rigorosos na higiene, no distanciamento físico, na preservação dos cidadãos com maior risco. Mas, após dois meses de cuidados médicos intensivos, chegou o tempo da política. São necessárias coragem e clarividência em decisões que devolvam ao Mundo ritmo, gente, mercadoria, dinheiro.n
Octávio Ribeiro
Costa política economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)