Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

"A sorte vai proteger-vos": a mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa aos bombeiros para a época de incêndios

Primeiro-ministro e Presidente da República prestaram este sábado uma mensagem de agradecimento aos soldados da paz.
Correio da Manhã 30 de Maio de 2020 às 12:14
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa
Antonio costa Bruxelas
António Costa
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa
Antonio costa Bruxelas
António Costa
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa
Antonio costa Bruxelas
António Costa
"A sorte ajuda os audazes". Foi desta forma que Marcelo Rebelo de Sousa enalteceu este sábado o papel dos bombeiros no período de combate ao coronavírus e no período que agora se avizinha, o dos incêndios.

Marcelo expressou uma mensagem de agradecimento "pela forma como [os bombeiros] se prepararam para este período difícil do coronavírus, sacrificando a sua família, a sua vida comunitária, sempre disponíveis". 

"A sorte vai ajudar-vos, vai proteger-vos. Nós temos esperança e confiança. Nós esperamos tudo dos nossos soldados da paz. Eles podem esperar tudo de todos os portugueses", disse o Presidente da República. 

Já o primeiro-ministro, António Costa, enalteceu o papel dos soldados da paz naquele que será um verão com riscos acrescidos. O risco dos incêndios e o risco do contágio durante o combate aos fogos. 

"Ao risco dos outros anos, incêndios, temos o risco acrescido de contágio", sublinhou Costa. 

O primeiro-ministro pediu ainda cuidados acrescidos na luta que se avizinha: "Nunca descurem a vossa própria proteção pois só estando protegidos nos poderão proteger a nós".

MAI assegura que bombeiros estão prontos até porque não se pode "adiar o Verão"
O ministro da Administração Interna assegurou hoje que os bombeiros "estão prontos" para o combate aos incêndios, sem descurar o apoio à pandemia, sublinhando que o Governo pode fechar e atrasar muitas coisas, mas não pode "adiar o verão".

"O Governo pode dar moratórias no pagamento de impostos, atrasar pagamentos de rendas, determinar o fecho de atividades económica mas não consegue adiar o verão", afirmou Eduardo Cabrita, em declarações aos jornalistas no final de uma visita à Liga dos Bombeiros Portugueses, em Lisboa, em que acompanhou o Presidente da República e o primeiro-ministro.

O ministro detalhou que este ano o combate aos incêndios será feito por "12.000 homens e mulheres" - em que os bombeiros voluntários são "a principal componente" -, e que até já tiveram de entrar em ação.

"Já esta semana o demonstraram: 46 incêndios rurais anteontem [quinta-feira] e quase 500 operacionais nesta primeira semana de tempo quente", afirmou.

Eduardo Cabrita elogiou o papel dos bombeiros na pandemia de covid-19, dizendo que estiveram "na primeira linha de proximidade" em situações como o acompanhamento de doentes ou de isolamento profilático.

"Nestes meses foi preparada a resposta que nos dá a confiança que estaremos prontos para responder aos desafios dos próximos meses, respondendo ao desafio da pandemia, que não terminou", disse.

O ministro desejou que, no próximo ano, o Dia do Bombeiro Português - que se assinala anualmente no último fim de semana de maio - possa voltar a ser celebrado nos moldes habituais, tal como o presidente da Liga, Jaime Marta Soares, que agradeceu a visita dos responsáveis políticos a esta instituição.

"Foram para nós um consolo de alma e um sentimento de gratidão, quando disseram que gostariam de fazer uma visita a este local que será o ex-líbris, a casa dos soldados da paz", afirmou.

Antes da visita à Liga dos Bombeiros Portugueses, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, acompanhados do ministro da Administração Interna e do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, visitaram no cemitério dos Prazeres um monumento dedicado à memória dos bombeiros municipais da capital, datado de 1875, depositando em seguida coroas de flores no talhão dos sapadores bombeiros.

António Costa Marcelo Rebelo de Sousa política acidentes e desastres incêndios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)