Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Agenda do Trabalho Digno será aprovada em junho sem acordo dos parceiros sociais

"É um dia importante para o país, para os trabalhadores e para os jovens", diz Ana Mendes Godinho.
Lusa 25 de Maio de 2022 às 14:12
Ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, garantiu que não falta emprego para os refugiados ucranianos
Ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, garantiu que não falta emprego para os refugiados ucranianos
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, disse que o Governo pretende aprovar em junho em Conselho de Ministros a Agenda do Trabalho Digno, cuja discussão terminou esta quarta-feira na Concertação Social sem o acordo de nenhum dos parceiros.

As declarações foram prestadas aos jornalistas à saída da reunião da Concertação Social, em Lisboa, onde a discussão sobre a Agenda do Trabalho Digno foi concluída.

"Concluímos na Concertação Social o processo, que foi um processo longo e participado, da Agenda do Trabalho Digno, é um dia importante para o país, para os trabalhadores e para os jovens", começou por dizer a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Ver comentários
}