Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Marcelo Rebelo de Sousa realiza teste ao coronavírus amanhã. Presidente está em quarentena

Chefe de Estado esteve em contacto com uma turma da Escola E.B 2,3 de Idães, em Felgueiras.
Bernardo Esteves e Lusa 8 de Março de 2020 às 16:43
Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa FOTO: António Pedro Santos/Lusa
O Presidente da República vai passar os próximos quinze dias em isolamento profilático, tendo suspendido toda a agenda oficial que estava programada.

Marcelo Rebelo de Sousa fará esta segunda-feira o teste ao Covid-19, confirmou à Lusa fonte oficial da Presidência da República. De acordo com a mesma fonte, o resultado do teste, logo que estiver disponível, será divulgado no 'site' oficial da Presidência.

O Presidente da República, com 71 anos, não apresenta sintomas da doença, mas o teste vai ser feito como uma medida de prevenção, explicou a mesma fonte.

Horas antes, a Presidência da República havia anunciado que Marcelo Rebelo de Sousa suspendeu a agenda por duas semanas e vai permanecer em casa sob monitorização, "apesar de não apresentar nenhum sintoma" de infeção por Covid-19.

Marcelo Rebelo de Sousa esteve em contacto com uma turma da Escola E.B 2,3 de Idães, em Felgueiras, um dos estabelecimentos de ensino a Norte que foi encerrado devido ao coronavírus. Esta turma esteve em Belém no âmbito da iniciativa 'Artistas no Palácio', que tem levado várias escolas a Belém.

Fonte oficial da Presidência da República confirmou o isolamento profilático do Chefe de Estado ao CM. A mesma fonte explica que Marcelo Rebelo de Sousa não terá estado em contacto com alunos com suspeita de infeção pelo covid-19, contudo quer dar o exemplo seguindo o aconselhamento das autoridades de saúde.

"Atendendo ao que se sabe hoje e não se sabia na terça-feira passada, tendo ouvido as autoridades de saúde, o Presidente da República, apesar de não apresentar qualquer sintoma virótico, decidiu cancelar toda a sua atividade pública, que compreendia várias presenças com número elevado de portugueses, assim como a própria ida a Belém, durante as próximas duas semanas. O mesmo fará com deslocações previstas ao estrangeiro", lê-se numa nota publicada no 'site' oficial de Belém.


Durante esse período, Marcelo Rebelo de Sousa "será monitorizado em casa".

Segundo a nota da Presidência, "nem o aluno ora internado, nem a sua turma estiveram em Belém".

O Presidente tinha confirmado a presença este domingo na Procissão do Senhor dos Passos da Graça, em Lisboa, mas acabou por cancelar a ida ao evento religioso.

A agenda oficial para segunda-feira previa uma visita do Presidente da República à Unidade Especial de Polícia (UEP) da Polícia de Segurança Pública, na Amadora, distrito de Lisboa.

No sábado, o Presidente da República tinha referido que decidiu reduzir "uma parte da agenda" a nível nacional por causa do surto de Covid-19, para evitar ajuntamentos de pessoas em recintos fechados, mas estimou manter as viagens previstas.

"Sim, sim, tenho feito alterações. Reduzi uma parte da agenda para não criar problemas em concentrações em recintos fechados", disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas.

Quanto às viagens internacionais, entre as quais uma a Espanha no final do mês para participar no encontro da COTEC Europa, em Málaga, o chefe de Estado disse que estaria "dependente de outros Estados", que tinham manifestado intenção de manter os programas previstos.

Em Felgueiras há vários serviços públicos encerrados. No sábado à noite, estavam internadas no Hospital de São João 15 pessoas, onze delas daquele concelho.

A Direção-Geral de Saúde confirmou este domingo 30 casos de coronavírus no país. 56 aguardam ainda o resultado das análises. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)