Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Líder do PSD Rui Rio abandona Assembleia em protesto contra os deputados do próprio partido

Rui Rio decidiu "dar o exemplo" esta terça-feira e criticou os deputados do partido.
Correio da Manhã 24 de Março de 2020 às 15:23
A carregar o vídeo ...
Momento aconteceu durante debate quinzenal sobre o coronavírus
António Costa assumiu esta terça-feira, durante o debate quinzenal sobre o coronavírus, que estamos perante uma "crise muito profunda" e sublinha a importância de manter empregos.

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje, na Assembleia da República, que dentro de dias será conhecido o saldo orçamental de Portugal em 2019, adiantando que, com grande probabilidade, "será positivo".

"Não há nada como uma boa crise para transformar um liberal num intervencionista"
O deputado da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, destacou "duas prioridades evidentes" durante esta fase: "conter a epidemia e salvar a economia" e ressalva que ambas têm a mesma prioridade e devem acontecer ao mesmo tempo. O partido advertiu ainda o primeiro-ministrp para falta de material dos profissionais de saúde e abordou a questão dos testes em Portugal. Depois da OMS sugerir "testar, testar, testar", Portugal, acusa o deputado, só conseguiu "tentar, tentar, tentar".

António Costa respondeu a esta abordagem atacando o partido: "Não há nada como uma boa crise para transformar um liberal num intervencionista". 

"É uma longa tradição dos liberais portugueses: assim que chega a crise, aqui d’el rei que venha o estado para nos salvar. Deixou de ser o deputado da Iniciativa liberal, para ser deputado da Inicitiva Estatal", continuou. 

Como "social-democrata sereno, mesmo em épocas de crise", garantiu Costa, vai-se manter "fiel" ao seu "critério de orientação": "o Estado tudo fará para responder à sua função de solidariedade, através do SNS público, universal e tendencialmente gratuito e é com ele que estamos a dar resposta", concluiu.

Ventura questiona fiabilidade dos números de infetados avançados pela DGS
André Ventura questionou a fiabilidade dos números de infetados que temos em Portugal uma vez que o país não está a efetuar testes em massa como a Islândia ou Coreia do Sul - dois países que conseguiram reduzir o número de casos através da massificação de testes - e pediu esclarecimentos. 

"A última coisa de que precisamos é alimentar boatos", respondeu Costa garantindo que todos os testes necessários estão a ser feitos e que não há razão para duvidar dos atuais números. 

"Estão aqui e não deviam estar": Líder do PSD Rui Rio abandona Assembleia
O líder do PSD, Rui Rio, protagonizou esta terça-feira na Assembleia da República. O social democrata saiu da Assembleia em protesto contra os deputados do próprio partido.

"O PSD tem um conjunto de deputados que estão aqui e não deviam estar. Eu vou ser o primeiro a sair para dar o exemplo", disse a Ferro Rodrigues, depois de lhe ser dito que na bancada do PSD estavam 36 deputados em vez dos 18.

Costa adianta que Portugal terá com grande probabilidade saldo positivo
"Portugal tem sido justamente citado como um grande exemplo de um país que fez uma notável consolidação orçamental e dentro de dias saberemos o saldo orçamental de 2019", começou por referir o primeiro-ministro.

A expectativa do Governo, segundo António Costa, é que, "com grande probabilidade", Portugal terá registado "um saldo orçamental positivo".

Em relação a este ano, o Orçamento do Estado para 2020 prevê igualmente um excedente, neste caso na ordem dos 0,2%.

No entanto, na segunda-feira, em entrevista à TVI, António Costa já colocou completamente de parte a possibilidade de esse objetivo ser atingido devido aos efeitos económicos, financeiros e sociais provocados pela crise pandémica de covid-19.

Costa admite fecho de escolas "muito além" das férias da Páscoa
O primeiro-ministro, António Costa, admitiu, no debate quinzenal, no parlamento, que o encerramento das escolas poderá "ir muito além" das férias da Páscoa devido à pandemia de covid-19.

Os líderes do PCP e do BE questionaram-no sobre se o executivo iria ou não prolongar para as férias da Páscoa o subsídio criado para os pais que têm de ficar em casa com os filhos com menos de 12 anos, cujas escolas encerraram.

O chefe do Governo não deu abertura ao prolongamento dessa medida durante as férias, dado que esse período de pausa já estava previsto no calendário escolar.

Costa afasta para já requisição dos serviços de saúde privados defendida por BE
O primeiro-ministro, António Costa, afastou, para já, uma requisição civil dos serviços de saúde privados, embora sem excluir no futuro essa possibilidade, defendida pela coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins.

"Até agora não se colocou a necessidade de proceder a nenhuma requisição civil. A articulação tem estado a decorrer de uma forma harmoniosa. Se for necessário requerer à requisição civil, iremos recorrer à requisição civil", afirmou António Costa, em resposta a Catarina Martins, no debate quinzenal no parlamento.

Na abertura deste debate quinzenal, a coordenadora do BE perguntou ao primeiro-ministro se "esta não seria a altura de fazer requisição civil aos privados para garantir todos os meios, com a articulação e a hierarquia necessária, com a continuidade de cuidados e com o fornecimento de equipamentos que era necessário", argumentando que a resposta ao surto de covid-19 "pode ser para lá da capacidade instalada no Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

"Sabendo nós que a pressão sobre o SNS é tanta, sabendo nós que essa requisição é provável, não é melhor fazê-la mais cedo do que mais tarde, porque quando o SNS estiver em rutura ou se estiver em rutura será muito mais difícil fazer a integração destes serviços?", questionou Catarina Martins.

O primeiro-ministro afastou para já essa medida, respondendo que tem estado a ser articulada com o setor privado, assim como com o setor social e com as Forças Armadas, "a capacidade integrada em função daquilo que são piores cenários de evolução" da covid-19, e que essa articulação tem decorrido "uma forma harmoniosa".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)