Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

António Costa bate o pé contra bloqueio de autarcas ao novo aeroporto

Primeiro-ministro defende que veto dos municípios “não é legítimo” quando estamos perante “interesse nacional”.
Janete Frazão e Salomé Pinto 5 de Março de 2020 às 08:31
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa
António Costa

Está totalmente afastada a hipótese de encontrar uma localização alternativa para o novo aeroporto de Lisboa. A garantia é do primeiro-ministro, António Costa, que, apesar de ter aberto a porta aos autarcas dos municípios mais afetados pela infraestrutura, está intransigente na decisão: "Não é legítimo qualquer município poder bloquear uma obra de interesse nacional."

A postura de Costa ficou vincada após uma reunião de emergência, que decorreu esta quarta-feira, em Lisboa, com os autarcas da Moita, Seixal, Barreiro, Alcochete, Montijo e Lisboa. O encontro visava encontrar pontos de entendimento sobre a construção do aeroporto do Montijo. No final, o primeiro-ministro deixou claro que a cedência tem um sentido único. "Não vamos discutir o que já foi discutido", afirmou o chefe do Governo, recusando voltar a debater a localização. Alertou que o aeroporto de Lisboa "está a rebentar pelas costuras".

Sobre o parecer desfavorável dos autarcas da Moita e do Seixal, o governante referiu que a solução passa por "minorar os impactos" da localização Montijo. Nesse sentido, o Governo vai voltar a reunir-se com os dois autarcas, a 16 e 17 de março, numa última tentativa de os convencer a aceitarem a conversão da base aérea do Montijo num aeroporto comercial. Não será uma missão fácil. "Há um conjunto vasto de consequências que parece difícil de ultrapassar", declarou Rui Garcia, autarca da Moita, à saída da reunião em São Bento. Joaquim Santos, da Câmara do Seixal, manifestou a convicção de que "é perfeitamente possível" que o Governo dê "um passo atrás para dar dois à frente", numa alusão à alternativa Alcochete.

Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS, rejeitou a tese de que os centristas deram a mão ao PS na localização da infraestrutura. "Só os tolos é que não estão disponíveis para alterar uma posição".

SAIBA MAIS
2028
A 8 de janeiro passado, a ANA e o Estado assinaram o acordo para a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, com um investimento de 1,15 mil milhões de euros até 2028 para aumentar o atual aeroporto e transformar a Base Aérea do Montijo num novo.

Indeferimento
A construção do aeroporto na Base Aérea do Montijo está em risco porque, segundo a lei, a inexistência do parecer favorável de todos os concelhos afetados "constitui fundamento para indeferimento".

Lisboa António Costa Alcochete Moita Base Aérea do Montijo Governo política autoridades locais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)