Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

António Costa cede para ter acordo ainda este mês

Primeiro-ministro admite cortes no Orçamento da UE para “bazuca” avançar intacta.
Salomé Pinto 7 de Julho de 2020 às 08:41
Primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, reuniu-se ontem com o chefe do Governo português em S. Bento, Lisboa
Primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, reuniu-se ontem com o chefe do Governo português em S. Bento, Lisboa FOTO: António Cotrim/Lusa
Para conseguir ainda este mês um acordo, sem cortes, sobre o plano de recuperação europeu pós-Covid - chamado de “bazuca” europeia -, no valor global de 750 mil milhões de euros, o primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta segunda-feira uma redução das verbas do Orçamento da União Europeia para 2021-2027 para Portugal. “Podemos discutir se é um bocadinho mais ou um bocadinho menos”, mas avisou que “não deve haver cortes na política de coesão nem na política agrícola comum”, afirmou Costa no final de uma reunião com o seu homólogo espanhol, Pedro Sánchez, em S. Bento, com vista à preparação do Conselho Europeu de 17 e 18 de julho.

Ao fazer esta cedência, Costa espera obter o aval da UE, sobretudo dos países mais críticos - Áustria, Suécia, Dinamarca e Países Baixos - sobre o plano de recuperação, que para Portugal significa 15,5 mil milhões de euros a fundo perdido e 10,8 mil milhões de euros a crédito. Neste ponto, Costa não admite linhas vermelhas, considerando que “a proposta da Comissão Europeia é inteligente porque não propõe nem um cheque em branco nem uma nova troika”. “O objetivo é agora a recuperação, julho tem de ser o mês das decisões”, reforça Sánchez.

pormenores
Orçamento da UE
O plano de recuperação pós-Covid constará da proposta do quadro plurianual da União Europeia 2021-2027, que ronda os 1,1 biliões de euros.

Críticas ao Reino Unido
“Não há nenhum critério para que as pessoas não se sintam mais seguras em qualquer região portuguesa do que no Reino Unido”, disse esta segunda-feira Costa.

Cimeira luso-espanhola
Irá realizar-se na Guarda, entre final de setembro e início de outubro, tendo como tema central o desenvolvimento transfronteiriço, anunciou esta segunda-feira Costa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)