Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Autarca Rui Moreira diz que “desconfiar da classe política é destruir a liberdade”

Em causa está a demora do Tribunal de Contas em dar luz verde ao projeto de reconversão do antigo Matadouro do Porto.
Manuel Jorge Bento 21 de Outubro de 2020 às 13:21
Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, tem sido das vozes mais críticas ao sufrágio criado pelo Governo de Costa
Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, tem sido das vozes mais críticas ao sufrágio criado pelo Governo de Costa FOTO: estela silva/lusa

Rui Moreira diz que "desconfiar da classe política é destruir a democracia e a liberdade", referindo-se à demora do Tribunal de Contas em dar luz verde ao projeto de reconversão do antigo Matadouro do Porto.

O auto de consignação da obra foi assinado, ao início da tarde, por António Costa e pelo presidente da Câmara do Porto.

Já o primeiro-ministro considerou o projeto "fortemente reformador da cidade".

"Sei bem que a luta foi difícil, tivemos de puxar pela imaginação legal para ultrapassar as barreiras que iam surgindo. Levamos quatro anos, mas demoraremos menos até inaugurarmos a obra", afirmou o primeiro-ministro.

A empreitada deverá iniciar em setembro de 2021 e terá um prazo de execução de dois anos. O matadouro irá acolher empresas, ateliês e galerias de arte, além de uma extensão do museu da cidade. O grupo Mota-Engil investirá 40 milhões de euros no projeto.

Rui Moreira Porto Tribunal de Contas Matadouro política
Ver comentários