Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Carlos Moedas cumpre borla nos transportes para jovens e idosos

Presidente da Câmara de Lisboa vai propor que o município invista 12 milhões para cumprir.
Vítor Caldeira e João Maltez 31 de Dezembro de 2021 às 07:42
Moedas durante campanha para as autárquicas no metro de Lisboa
Moedas durante campanha para as autárquicas no metro de Lisboa FOTO: MIGUEL A. LOPES/LUSA
O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, revelou esta quinta-feira que irá propor, já na primeira semana do ano, que a autarquia implemente a gratuitidade nos transportes públicos para menores de 23 anos e para maiores de 65. Se a medida for aprovada, irá ao encontro do que o autarca prometeu.

Na campanha para as eleições autárquicas de setembro, o candidato, que disputava Lisboa contra Fernando Medina, entre outras promessas deixou claro que pretendia que os transportes públicos fossem gratuitos para jovens e idosos.

Com cerca de 250 mil pessoas nas duas faixas etárias visadas, vai custar “12 milhões de euros à Câmara Municipal, mas que num orçamento de 1000 milhões de euros é realmente muito pouco”, esclareceu Moedas em declarações à ‘SIC’.

O autarca aponta a “descarbonização da cidade” como a justificação principal para esta medida. É importante “que as pessoas utilizem mais os transportes públicos”, continuou.

Para já, Moedas deixa a nota de que “não é só a Carris” e que as negociações com o Metro ainda decorrem. A ideia é “negociar com todos aqueles que sejam transportes públicos”, confirma o autarca enquanto anuncia que quer expandir a ideia à Área Metropolitana de Lisboa.

Em setembro, no calor da eleições, Moedas prometia soluções para o acesso à saúde para idosos. Porém, a primeira vitória do autarca foi um aumento da devolução do IRS em Lisboa.
Ver comentários