Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

CDS-PP quer ministra da saúde com urgência na Assembleia para esclarecer plano de contingência sobre coronavírus

Em Portugal, já houve 16 casos suspeitos, que resultaram negativos após análises, e um homem hospitalizado em Lisboa está a ser avaliado.
Lusa 26 de Fevereiro de 2020 às 18:04
Marta Temido é a ministra da Saúde
Marta Temido é a ministra da Saúde FOTO: Tiago Petinga
Os deputados do CDS-PP apresentaram hoje um pedido de audição da ministra da Saúde na Assembleia da República, com "caráter de urgência", para que Marta Temido preste esclarecimentos sobre o plano de contingência para o Covid-19.

Numa declaração aos jornalistas no parlamento, a deputada Ana Rita Bessa anunciou que "o CDS acabou de dar entrada de um requerimento para chamar a senhora ministra da Saúde com caráter de urgência ao parlamento".

Este pedido prende-se com a "necessidade que o CDS entende haver de dar explicações quanto ao plano de contingência e aos meios que estão a ser preparados para o caso de ser necessário ativar o plano de contingência em Portugal", explicou.

"Gostaríamos de saber o que é que a elas está associado concretamente. É já sabido que nos casos de internamento de doentes infetados com coronavírus tende a haver necessidade de internamentos prolongados em cuidados intensivos, sabe-se que em muitos casos é necessário ventilação mecânica e, portanto, gostaríamos de saber se essas duas mil camas de isolamento têm as condições, designadamente de ventilação assistida, para fazer face aquilo que possam ser as necessidades", afirmou a deputada.

O CDS-PP quer que Marta Temido explique quando e "em que circunstâncias é que esse plano de contingência será ativado", e quer igualmente saber "onde estão localizadas" essas camas.

Os centristas questionam também "como é que os profissionais de saúde estão a ser preparados e formados para fazer face a estas eventual chegada da epidemia e Portugal, e como é que o INEM também está a ser tratado do ponto de vista de condições, para que possa garantir-se, não só a boa respostas, mas também os cuidados aos profissionais de saúde".

A deputada apontou que "de hora a hora, quase de minuto a minuto a situação vai-se alterando pela Europa fora, cada vez mais perto de Portugal", e assinalou que " própria senhora ministra já deu declarações no sentido de dizer que é provável que esta epidemia do coronavírus chegue a Portugal".

"Não se pretende, com estas perguntas, gerar alarmismo mas, pelo contrário, ter toda a informação que permita vivermos com tranquilidade esta situação que é grave", salientou Ana Rita Bessa.

Apesar deste pedido de audição, a deputada do CDS ressalvou que a ministra da Saúde será ouvida na próxima semana na comissão de Saúde, pelo que "este será um tema relevante" nessa altura.

Numa pergunta dirigida também hoje ao Ministério da Saúde, os deputados centristas lembram que no dia 11 já tinham sido dirigidas questões ao Governo sobre o Covid-19, nomeadamente quanto à "preparação de Portugal para a contenção de casos" que "possam vir a surgir".

"Não tendo recebido qualquer resposta", e "dadas as notícias recentes que têm vindo a público, dando conta de um aumento exponencial de casos confirmados na Europa, nomeadamente em Itália", o CDS considera ser "da maior pertinência questionar o senhora ministra da Saúde sobre novas medidas que foram anunciadas e sobre a sua eventual eficácia".

Os centristas questionam ainda Marta Temida se considera que "Portugal está preparado para conter casos de Covid-19 que possam vir a confirmar-se", de que forma "foi reforçado o INEM para o transporte de doentes possivelmente infetados", e se estes profissionais de assistência médica estão preparados e têm "material suficiente e adequado para o efeito".

Em Portugal, já houve 16 casos suspeitos, que resultaram negativos após análises, e um homem hospitalizado em Lisboa está a ser avaliado.

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)