Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Quem sai e quem entra: Cinco governantes mudam e António Lacerda Sales é promovido

Saúde troca Jamila Madeira em plena pandemia. A ex-autarca Susana Amador deixa a Educação.
Diana Ramos 17 de Setembro de 2020 às 01:30
Lacerda Sales S. E. Adjunto e da Saúde
Diogo serras lopes Sec. de Estado da Saúde
Inês Ramires Sec. Est. da Educação
Hugo Mendes S. E. Adj. e Comunicações
Marina Gonçalves Sec. Est. Habitação
Teresa Coelho Sec. Est. Pescas
Jamila Madeira S.E. Adjunta e da  Saúde
Susana Amador Sec. Est. Educação
Alberto S. Miranda S. E. Adj. e Comunicações
Ana Pinho Sec. Est. Habitação
José Apolinário Sec. Est. Pescas
Lacerda Sales S. E. Adjunto e da Saúde
Diogo serras lopes Sec. de Estado da Saúde
Inês Ramires Sec. Est. da Educação
Hugo Mendes S. E. Adj. e Comunicações
Marina Gonçalves Sec. Est. Habitação
Teresa Coelho Sec. Est. Pescas
Jamila Madeira S.E. Adjunta e da  Saúde
Susana Amador Sec. Est. Educação
Alberto S. Miranda S. E. Adj. e Comunicações
Ana Pinho Sec. Est. Habitação
José Apolinário Sec. Est. Pescas
Lacerda Sales S. E. Adjunto e da Saúde
Diogo serras lopes Sec. de Estado da Saúde
Inês Ramires Sec. Est. da Educação
Hugo Mendes S. E. Adj. e Comunicações
Marina Gonçalves Sec. Est. Habitação
Teresa Coelho Sec. Est. Pescas
Jamila Madeira S.E. Adjunta e da  Saúde
Susana Amador Sec. Est. Educação
Alberto S. Miranda S. E. Adj. e Comunicações
Ana Pinho Sec. Est. Habitação
José Apolinário Sec. Est. Pescas
O primeiro-ministro avançou esta quarta-feira com nova remodelação governamental, promovendo António Lacerda Sales a adjunto da ministra da Saúde e afastando do cargo Jamila Madeira, em plena pandemia e uma das surpresas entre as saídas. Susana Amador, ex-autarca, também deixa a Educação, enquanto Pedro Nuno Santos promove elementos ligados ao seu gabinete.

Saem do Governo cinco secretários de Estado: além de Susana Amador e de Jamila Madeira, deixam o Executivo Alberto Souto de Miranda, que era até aqui secretário de Estado das Comunicações e que segue para o Banco de Fomento, Ana Pinho, que tinha a pasta da Habitação, e José Apolinário, que deixa a Secretaria de Estado das Pescas e vai para a CCDR do Algarve.

Na Saúde, entra para a equipa Diogo Serras Lopes, de 41 anos, um economista que estava até aqui a desempenhar funções como vice-presidente do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde (ACES) e que fez declarações em algumas conferências de imprensa da Direção-Geral da Saúde.

Para a Educação, é escolhida a jurista Inês Ramires, de 40 anos, que na anterior legislatura foi chefe de gabinete do ministro Tiago Brandão Rodrigues. Susana Amador terá invocado razões pessoais para sair.

Nas Infraestruturas, Pedro Nuno Santos aproveitou a saída de Alberto Souto de Miranda e de Ana Pinho para promover dois colaboradores próximos: Hugo Mendes, que o acompanhou na secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares, é promovido de chefe de gabinete para secretário de Estado Adjunto e das Comunicações; Marina Gonçalves deixa o lugar de deputada, mas foi assessora da bancada do PS e era braço-direito de Pedro Nuno Santos nos Assuntos Parlamentares.

Nas Pescas entra Teresa Coelho, antiga administradora da Docapesca.

Saiba mais
19
O XXII Governo Constitucional , o segundo de António Costa, tomou posse a 26 de outubro de 2019, no Palácio da Ajuda, na sequência da vitória do PS nas eleições Legislativas de 6 de outubro, sem maioria absoluta, composto por 19 ministros e 50 secretários de Estado.

Mudanças
Esta é a segunda remodelação no atual Executivo. Há três meses, Mário Centeno deixou o Ministério das Finanças, tendo sido substituído por João Leão. A tomada de posse dos novos governantes é esta quinta-feira em Belém.

Devido à pandemia, a tomada de posse desta quinta-feira, no Palácio de Belém, será uma cerimónia restrita, sem os tradicionais convidados e sem as longas filas de cumprimentos.
António Lacerda Sales Jamila Madeira Susana Amador Pedro Nuno Santos Secretaria de Estado das Pescas
Ver comentários