Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

António Costa diz que data limite para recomeço do ensino presencial no secundário é 4 de maio

Primeiro-ministro anunciou que vai reunir ainda este mês com os partidos para debater as medidas a implementar.
Correio da Manhã 3 de Abril de 2020 às 09:37
António Costa
António Costa FOTO: Hugo Delgado/Lusa
António Costa sublinhou esta sexta-feira em entrevista à Rádio Renascença que "este é o mês de maior risco" na evolução da pandemia de coronavírus em Portugal. "A Covid-19 não ataca todas as pessoas e isso torna este vírus muito perigoso", afirmou o primeiro-ministro.

Relativamente ao recomeço das aulas presenciais, António Costa disse que a data limite para o regresso do ensino secundário presencial é 4 de maio. O primeiro-ministro vai reunir no dia 7 de abril com vários investigadores para tentar prever o impacto da reabertura das escolas e vai ouvir os partidos no dia seguinte.

"Esta é uma situação que só vencemos exigindo o esforço de todos", afirmou o primeiro-ministro que sublinhou a importância de "proteger as empresas o mais possível, proteger os empregos".

Sobre o lay-off na TAP, António Costa diz que "há empresas a fazer um esforço para suportarem os próprios custos". Sobre a legalidade das empresas seguirem um lay-off acima do anunciado, Costa diz que "o Estado deve favorecer que haja um bom relacionamento entre os empregadores e os trabalhadores. Todos devemos fazer um esforço para proteger os rendimentos".

Morte de ucraniano no Aeroporto de Lisboa
António Costa disse esta sexta-feira que "ficou chocado" com o caso da morte de um cidadão ucraniano no Aeroporto de Lisboa. "Está sob investigação criminal. Foi aplicada uma medida de detenção domiciliária. Fiquei chocado com a essência da acusação", assumiu o primeiro-ministro.

Suspender a democracia?
"Mesmo em emergência não precisamos de suspender a democracia", atirou António Costa quando confrontado com uma pergunta sobre a declaração de Manuela Ferreira Leite em 2008 quando esta, enquanto líder do PSD, assumiu que seria necessário suspender a democracia por uns meses para se poder fazer todas as reformas necessárias.
António Costa Portugal política ministros escola ensino secundário
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)