Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Erro ou “brincadeira” de Rio sobre Costa gera confusão

Líder do PSD demonstra não saber como funciona o voto em mobilidade mas depois defendeu-se com humor.
Salomé Pinto 17 de Janeiro de 2022 às 08:01
António Costa, secretário-geral do PS, passou o primeiro dia da campanha para as Legislativas nos Açores, onde anunciou que votará de forma antecipada na cidade do Porto
Rui Rio comentou o anúncio nas redes sociais, mas numa ação de campanha no Minho, onde este domingo esteve, disse que apenas quis ironizar
António Costa, secretário-geral do PS, passou o primeiro dia da campanha para as Legislativas nos Açores, onde anunciou que votará de forma antecipada na cidade do Porto
Rui Rio comentou o anúncio nas redes sociais, mas numa ação de campanha no Minho, onde este domingo esteve, disse que apenas quis ironizar
António Costa, secretário-geral do PS, passou o primeiro dia da campanha para as Legislativas nos Açores, onde anunciou que votará de forma antecipada na cidade do Porto
Rui Rio comentou o anúncio nas redes sociais, mas numa ação de campanha no Minho, onde este domingo esteve, disse que apenas quis ironizar
A campanha oficial para as Legislativas arrancou este domingo com um episódio insólito. Depois de o líder do PS, António Costa, ter anunciado que já se tinha inscrito para votar antecipadamente no Porto, o líder do PSD, Rui Rio, demonstrou nas redes sociais não saber como funciona aquele sistema, gerando uma enorme confusão: “O Dr. António Costa arranjou uma forma airosa de evitar ter de fazer o que sabe que não é bom para Portugal; ter de votar nele próprio.” E o presidente do Chega, André Ventura, copiou o erro.

Depois, Rio foi corrigido nas redes sociais pelo deputado do PS, Pedro Delgado. E, em Barcelos, o líder do PSD acabou por dizer que se tratou de uma “brincadeira”: “O que pretendo é brincar, não têm sentido de humor? Eu sei que ele [António Costa] pode votar em Mirandela, Porto ou Lisboa e conta sempre para o sítio onde está recenseado.” Isto é, o voto de Costa no Porto contará sempre para eleger deputados do PS por Lisboa, cuja lista é encabeçada pelo próprio líder socialista.

Mas a piada não convenceu o secretário-geral do PS, que acusou Rio de tentar “disfarçar o desconhecimento com uma graçola”. E atirou: “Não creio que um político afirme a sua credibilidade com graçolas. A nossa credibilidade afirma-se procurando responder com seriedade aos problemas sérios do País. O humor é uma coisa, desconhecimento é outra.”

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, também aproveitou para dar umas alfinetadas ao líder do PSD: “E diz Rui Rio que andou anos a preparar-se para ser primeiro-ministro! Devia ter começado por ler a lei eleitoral, poupava-se a esta figura ridícula.”
Rui Rio António Costa Legislativas PS Porto PSD
Ver comentários